quinta-feira, 12 de maio de 2022

 POESIA BARROCA





Que Amor Sigo?

Que amor sigo? Que busco? Que desejo?
Que enleio é este vão da fantasia?
Que tive? Que perdi? Quem me queria?
Quem me faz guerra? Contra quem pelejo?

Foi por encantamento o meu desejo,
e por sombra passou minha alegria;
mostrou-me Amor, dormindo, o que não via,
e eu ceguei do que vi, pois já não vejo.

Fez à sua medida o pensamento
aquela estranha e nova fermosura
e aquele parecer quase divino.

Ou imaginação, sombra ou figura,
é certo e verdadeiro meu tormento:
Eu morro do que vi, do que imagino.

Francisco Rodrigues Lobo







        Francisco Rodrigues Lobo nasceu em Leiria no ano de 1580 e faleceu
em Lisboa, em 4 de novembro de 1622.
        É considerado por muitos o iniciador do Barroco na Literatura Portuguesa,
com a obra Corte na Aldeia.


35 comentários :

  1. Lindo compartilhamento com essa poesia! abraços, lindo dia! chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Chica, pela sua visita e apreço.
      Boa semana com muita saúde.
      Abraço amigo.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  2. Olá, amigo Juvenal,
    Não conhecia este poeta que aqui nos traz. Mas gostei de conhecer este tipo de poesia Barroca, e este o autor em particular. Este poema é sublime. Tem em si próprio, toda a inquietação que o autor manifestava em relação ao amor.

    Excelente partilha.

    Continuação de boa semana.
    Abraço amigo.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este autor fazia parte dos currículos escolares do ensino secundário, não sei se ainda faz.
      É uma referência da Literatura Portuguesa e, com este poema, dá-nos uma amostra do seu talento.
      Seja sempre bem-vindo.
      Abraço amigo.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  3. Belíssimo poema, cuja poesia emana dos versos e encanta pelo talento do poeta. Muito bom mesmo!!!
    Parabéns pela postagem amigo Juvenal.
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e encorajadoras palavras de apreço e apoio.
      Abraço de amizade.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  4. Hola, creo que la he entendido bastante bien. Es brillante, hermosa. Y la música también.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela simpática presença e calorosas palavras do comentário.
      Abraço amigo.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Obrigado pela visita e comentário.
      Abraço amigo.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  6. Creio que este poeta fazia parte da minha selecta literária. E lembro-me de, na disciplina de português, decorar-lhe o nome e o Livro "Cortes na Aldeia".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O seu comentário mostra que o autor era estudado nas escolas, o que é uma realidade.
      É sempre um gosto recebê-la, seja sempre bem-vinda.
      Abraço de amizade.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Agradeço a visita e o comentário de apreço.
      Abraço amigo.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  8. Olá, amigo Juvenal
    Que lindo poema, uma leitura que me encanta.
    Bom fim de semana.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço a sua visita e fico satisfeito por ter gostado do texto.
      Abraço amigo.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  9. Olá, amigo Juvenal,
    Passando por aqui, relendo este excelente poema que muito gostei, e desejar um Feliz fim de semana.
    Abraço amigo.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e simpatia das suas palavras.
      Continuação de bom fim de semana.
      Abraço amigo.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  10. Hola Juvenal.
    Es un placer conocer la poesía portuguesa.
    Francisco Rodrigues Lobo, ni lo conocía. La poesía barroca es muy bonita. Gracias por este nuevo tema literario.
    Saludos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito agradeço a sua presença e as palavras de elogio.
      Saludos.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  11. Olá, amigo Juvenal,
    Passando por aqui, para desejar uma ótima semana, com muita saúde.
    Abraço amigo.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  12. Barroco ou não, neste poema a temática de Francisco Rodrigues Lobo, é bem moderna. Gostei muito.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É com gosto que a recebo e ao seu comentário de positiva apreciação.
      Continuação de boa semana com muita saúde.
      Abraço amigo.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  13. Francisco Rodrigues Lobo aborda el amor desde la ilusión de contemplar un paisaje para recortar su partuclar visión del enamorarse y seguirle con fervor ...aprovecho Juvenal Nunes a invitarte a mi nuevo post y espero sea de tu agrado , ...querido amigo un fuerte abrazo . jr.

    ResponderEliminar
  14. Obrigado pela visita e assertivo comentário.
    Naturalmente que visitarei o seu blog.
    Fuerte abrazo.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  15. Gostei do poema.

    Estudei o escritor no Liceu

    Boa semana e um abraço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela sua visita e comentário expresso.
      Abraço de amizade.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  16. Boa tarde Juvenal
    Barroco ou não é um soneto muito bom e que gostei de ler.
    Obrigada pela excelente partilha.
    Continuação de uma semana feliz e com saúde.
    Um abraço
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela sua visita e apreciação expressa.
      Abraço de amizade.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  17. Amigo Juvenal
    Comentar nos tempos que correm é tarefa árdua :)
    Estive aqui de manhã e não consegui deixar o comentário.

    Como bem refere, este é um dos poetas que constavam ou
    constam dos currículos escolares. E gostei muito de o
    reencontrar aqui, com um poema que nos lê a alma. Tantas
    vezes andamos à procura de algo que nem sabemos o que é...

    Abraço
    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Francisco Rodrigues Lobo está suficientemente credenciado pelo lugar que deixou na Literatura Portuguesa.
      O poema apresentado faz-nos pensar e isso diz tudo do seu valor.
      Obrigado pelo seu comentário e volte sempre.
      Abraço de amizade.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  18. Rodrigues Lobo um dos fundadores da Lingua e da Literatura Portuguesa,
    face a hegemonia castelhana.

    abeaços

    ResponderEliminar
  19. Muito obrigado pela visita e comentário expresso.
    Francisco Rodrigues Lobo viveu no período filipino e isso representou uma dificuldade acrescida para se expressar em português.
    Abraço amigo.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  20. Olá, amigo Juvenal!
    Gostei muito dos questionamentos da primeira estrofe.
    De fato, que Amor seguimos se não flecha nosso 💙 com esperteza?
    A ilusão desdenha, o Amor permanece.
    Tenha dias abençoados de paz!
    Abraços fraternos

    ResponderEliminar