sábado, 27 de junho de 2020

POETAS DE PARABÉNS

FERNANDO PESSOA




Não sei quantas almas tenho

Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem acabei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,
Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem;
Assisto à  minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.
Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo: "Fui eu ?"
Deus sabe, porque o escreveu.


                Fernando Pessoa



    Em 13 de junho de 1888, nasceu em Lisboa o poeta Fernando Pessoa. Manifestou
diversas personalidades literárias expressas nos diferentes heterónimos. É figura central do
Modernismo português. Foi também um homem multifacetado tendo sido tradutor,
publicitário,astrólogo, filósofo, dramaturgo, ensaísta e crítico literário.
    A verdadeira dimensão da sua obra só foi conhecida postumamente.




35 comentários :

  1. Palabras mayores, ya Pessoa o cualquiera de sus heterónimos. Palabras imprescindibles.

    Abrazo, amigo Juvenal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, a sua obra tornou-se largamente conhecida após a sua morte e a sua poesia incontornável.
      Saudações poéticas.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  2. Fernando Pessoa, um grande poeta. Todos os seus poemas são lindíssimos, onde, como é evidente, se inclui o aqui "oferecido".
    .
    Saudação amiga
    Fim de semana feliz

    ResponderEliminar
  3. Poeta cuja grandeza o coloca imediatamente depois de Camões.
    Saudações poéticas.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Trata-se de um poema que remete para as personalidades várias do poeta, uma característica, afinal, da sua obra.
      Saudações poéticas.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  5. Boa noite de Sábado, amigo Juvenal!
    "Releio e digo: "Fui eu ?"
    Deus sabe, porque o escreveu."

    Hoje conversava com uma poetisa mineira sobre isso mesmo...
    Gosto de suas escolhas e Pessoa é 'o' poeta.
    Tenha um Domingo abençoado!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, o poeta reflete sobre a sua angústia existencial e acaba por reconhecer uma força que lhe é superior.
      Obrigado pela sua visite e comentário.
      Abraço fraterno de amizade.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  6. Olá, como tem passado?

    Bonita homenagem a esse enorme poeta!

    Um abraço1

    ResponderEliminar
  7. O reconhecimento generalizado do poeta em causa é, por si só, uma confirmação da sua grandeza.
    Abraço.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  8. Respostas
    1. Obrigado pela sua visita com votos de boa saúde.
      Abraço.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  9. Boa noite Juvenal!
    Que linda descrição de uma alma ou almas de um mestre ( Fernando Pessoa).
    Um beijinho singular!😊
    Megy Maia🌈

    ResponderEliminar
  10. O se comentário reflete a ideia que se costuma atribuir a Fernando Pessoa.
    Seja sempre bem-vinda.
    Saudações poéticas.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  11. É sempre um gosto ler Fernando Pessoa. Foi bom encontrá-lo aqui, a ele mesmo...
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, a sua poesia faz-nos sempre pensar e refletir sobre o sentido da vida.
      Votos de boa saúde.
      Saudações poéticas.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  12. Conozco a este poeta, por la cantidad de amigos portugueses que me visitan.

    Te agradezco tu visita y comentario en mi blog. Te he conestado a la pregunta que me has formulado y ahora de nuevo pongo la respuesta en mi comentario.

    Información de la Infanta.

    María Teresa de Vallabriga y Rozas, condesa de Chinchón (Zaragoza, 6 de noviembre de 1759 - ibíd., 26 de febrero de 1820) fue una aristócrata española, mujer del infante Luis de Borbón y suegra de Manuel Godoy.


    Espero que tengas una buena semana y una feliz entrada de mes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço a sua visita, comentário e preciosa informação.
      Muito obrigado pela sua atenção e disponibilidade.
      Votos de boa saúde.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  13. Olá ! boa tarde. Meu nome é Maria, estou começando um Blog agora, adorei o seu Blog, e estou te seguindo, venha me visitar !!!
    https://epossivelsonhar46.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela sua simpatia, adesão e palavras de apreço.
      Seja sempre bem-vinda.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  14. Olá Juvenal!
    É sempre bom e interessante, ler e reler Fernando Pessoa.
    É uma óptima Referência literária. Gostei! Obrigada pela visita.
    Beijo de paz e boa noite.
    Luisa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Luísa, pela sua visita e comentário. Pessoa é muito apreciado mas a sua divulgação nunca é demais.
      Fraterno abraço de amizade.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  15. Oi Juvenal!
    Partilha maravilhosa, ler Fernando Pessoa é sempre um privilégio.
    Abrçs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sua personalidade enigmática tornou-se num fascínio para todos.
      Volte sempre.
      Abraço poético.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  16. Always nice to read your poems Juvenal!

    ResponderEliminar
  17. Agradeço a sua visita e comentário.
    Saudações poéticas.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  18. OLÁ ! ESTOU TE SEGUINDO. AMEI O SEU BLOG... CRIEI O MEU BLOG A POUCO TEMPO. VENHA ME VISITAR! BEIJINHOS...
    https://magiaepurpurina.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela simpatia das suas palavras.
      Abraço amigo.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  19. Belíssimo poema. Adorei !
    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um poema que revela a orientação que tomou a obra de Pessoa.
      Abraço de fraterna amizade.
      Juvenal Nunes

      Eliminar
  20. Também não me canso de reler Fernando Pessoa...

    Vim retribuir a visita que fez ao Refúgio dos Poetas e convidá-lo para
    um cafezinho aromárico no Café Poético, do Sonhos e Poesia da Gracita.
    Tenho a certeza que vai gostar.

    Um bom mês de Julho.
    Abraço
    ~~~
    ~~~~

    ResponderEliminar
  21. O seu comentário contém um convite que agradeço e aceito. Fico a aguardar detalhes para poder participar.
    Saudações poéticas.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  22. A obra de Fernando Pessoa é muito extensa. Mas vale a pena lê-la e relê-la.
    Continuação de boa semana, caro Juvenal.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  23. Estou de acordo consigo, razão pela qual me pareceu oportuno divulgá-la.
    Saudações poéticas.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar